Como Planejar o Trabalho para Motivar Equipes e Gestores

Uma visão geral da motivação no trabalho moderno

Quase todas as pessoas se motivam em ter sucesso em algo. Nós buscamos o sentimento de realização e de conquista. Quando um trabalho é muito fácil, esse sentimento não aparece. Quando o trabalho é extremamente difícil, esse sentimento não virá pela pouca probabilidade do êxito na atividade. Por isso, o objetivo dos gestores nesse aspecto deveria ser dar desafio aos trabalhos fáceis e viabilidade aos difíceis. E isso envolve conhecer e ouvir a equipe. Além dos gestores, as equipes também podem fazer isso pelos seus gestores, se compartilharem o trabalho na forma e medida certa.

O trabalho moderno, especialmente o gerencial, tem um forte componente de projetos. Ou seja, atividades com início, meio e fim e que mudam ao longo do tempo. Novas situações e demandas se apresentam ao longo dos meses e o trabalhador moderno cada vez menos executa rotinas que permanecem estáticas ao longo dos anos. Um gerente de marketing ou gerente de RH em diferentes empresas provavelmente terão atribuições distintas, de acordo com os desafios e momentos daquela empresa. Muitos cargos não são universais. E isso apresenta muitas oportunidades de tornar o trabalho desafiador, ao mesmo tempo que armadilhas para torná-lo inexequível.

colaboração em projetos
Photo by John Schnobrich on Unsplash

O papel dos gestores na adaptação do trabalho para motivar as equipes

Do ponto de vista do gestor, para conseguir delegar atividades exequíveis e desafiadoras, promovendo o engajamento da equipe, é necessária uma conversa de programação com os envolvidos no projeto. Por isso, a sugestão é que, em vez de distribuir o trabalho de forma solitária e impositiva, gestores apresentem sua divisão do trabalho como uma proposta para discussão e co-criação, sempre com o foco de definir tarefas desafiadoras e exequíveis.

Assim, nesse processo, os gestores devem observar as reações verbais e não-verbais da equipe para entender seus níveis de receio e desconforto. Com isso, podem vir providências de atribuir um desafio menor, alocar outras pessoas para suporte ou até de o próprio gestor se envolver no apoio relativo à tarefa. E se nada disso for suficiente, está claro que a pessoa errada foi atribuída para aquela atividade.

Também podem ser identificadas atitudes de indiferença ou apatia, ou mesmo insatisfação com tarefas que não apresentam desafios ou possibilidades de desenvolvimento. Neste caso, cabe a discussão sobre como enriquecer o trabalho.

O papel das equipes no compartilhamento do trabalho para motivar os gestores

Do ponto de vista da equipe, os profissionais também têm uma contribuição importante a fazer em tornar o trabalho do gestor mais prazeroso e desafiador. E isso ajuda a melhorar o entrosamento e dinâmica entre ambos, pois muitas vezes quando a equipe apresenta a versão final do trabalho ao gestor, sem uma construção prévia, os gestores podem ficar se apegando a detalhes, miudezas e fazendo perguntas quase que como testes, que vão do tamanho da fonte a ser usada à verificação exaustiva se inúmeros aspectos foram considerados, em reuniões e encontros maçantes e desgastantes.

Para engajar seu gestor na sua tarefa ou desafio, é fundamental envolvê-lo em momentos críticos, como a definição do problema a resolver, a validação de potenciais caminhos para resolução dos problemas ou a tomada de decisões críticas, quando trazidas de forma bem estruturada. Portanto, quando há macro questões bem estruturadas de uma forma que passe segurança que as questões menores foram resolvidas, os gestores se envolverão e gostarão da dinâmica.

Essas tarefas em co-criação trazidas pela equipe precisam ser importantes para o profissional que as está trazendo e interessantes e desafiadoras para os gestores. Isso não quer dizer delegar para cima, mas compartilhar as partes mais intelectualmente desafiadoras com o gestor, de forma estruturada e embasada.

Gestores e equipes têm um papel importante no enriquecimento das atividades de uns dos outros. Essa preocupação constante em como enriquecer o trabalho do outro no momento certo pode gerar frutos muito positivos no ambiente de trabalho.

 

Leia mais sobre delegação e desenvolvimento de equipes:

Como Fazer a Delegação Funcionar Bem

A Persistência no Desenvolvimento de Equipes

A Principal Função Gerencial para Gerar Resultados

Quem tem coragem de escutar a equipe?

Como as Lideranças Aumentam o Estresse da Equipe

Como Manter a Motivação da Sua Equipe

Tags: | | | | |

Receba conteúdos exclusivos!

Cadastre-se para receber conteúdos sobre gestão, estratégia, finanças e pessoas.

Ao clicar no botão abaixo, eu concordo em receber os boletins informativos da Delta Consulting de acordo com a Política de Privacidade.

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *