Atenção aos Vieses Cognitivos na Tomada de Decisão

A tomada de decisão é um processo crítico em qualquer contexto, seja pessoal ou profissional. No entanto, muitas vezes, somos influenciados por vieses cognitivos que podem afetar a qualidade das decisões que tomamos.

Esses vieses são padrões de pensamento que podem levar a erros de julgamento, levando a decisões incorretas e a resultados negativos. Neste texto, vamos explorar o impacto de cada um dos principais vieses cognitivos na tomada de decisões.

vieses cognitivos
Imagem gerada usando a IA DALL-E

Otimismo Excessivo

O excesso de otimismo sobre os resultados é um viés cognitivo que pode levar à tomada de riscos excessivos. Dessa forma, podemos subestimar os desafios e dificuldades que podem surgir, levando a expectativas exageradas e decepções. Além disso, o excesso de confiança na capacidade de modificar futuros pode levar a decisões precipitadas e arriscadas.

Viés de Confirmação

O viés de confirmação é outro padrão de pensamento que pode afetar a tomada de decisões. Esse viés ocorre quando buscamos informações que confirmam nossas crenças e ignoramos informações que as contradizem. Isso pode levar à construção de perspectivas baseadas em dados limitados.

Ancoragem

A ancoragem / sub-atualização é um viés cognitivo que ocorre quando somos influenciados por informações iniciais e não atualizamos nossas decisões à medida que surgem novas informações. Isso pode levar a decisões subótimas, ignorando novas informações relevantes que poderiam levar a resultados melhores.

Pensamento de Grupo

O pensamento de grupo ocorre quando um grupo evita o conflito em detrimento do pensamento crítico, limitando a exposição e consideração de opiniões divergentes. Isso pode levar a decisões que não consideram todas as perspectivas relevantes e que não avaliam as implicações de longo prazo.

Egocentrismo

O egocentrismo / excesso de foco na perspectiva pessoal é um viés cognitivo que ocorre quando consideramos apenas nossa perspectiva pessoal ao tomar decisões, sem levar em conta as perspectivas dos outros. Esse viés pode levar a decisões baseadas em interesses pessoais, sem levar em conta o impacto e pontos de vista com novas informações que outras pessoas podem trazer.

Aversão a Perdas

A aversão a perdas é um viés cognitivo que ocorre quando nos concentramos nas perdas potenciais em vez dos ganhos. Esse viés pode levar a decisões conservadoras e à falta de tomada de riscos calculados, podendo levar à perda de oportunidades potenciais.

Custos Incorridos

A falácia dos custos incorridos é um viés cognitivo que ocorre quando tomamos decisões baseadas em custos passados, em vez de considerar os custos futuros. Esse viés pode levar a decisões subótimas, sem levar em conta as perspectivas futuras.

Escalada do Comprometimento

A escalada do comprometimento é um viés cognitivo que ocorre quando continuamos a investir em uma decisão que não está funcionando, em vez de mudar de direção, por conta de investimentos passados, sejam eles financeiros, de energia ou mesmo emocionais. Esse viés pode levar a decisões custosas e a resultados negativos.

Controlabilidade

O viés de controlabilidade ocorre quando os indivíduos acreditam que têm mais controle sobre uma situação do que realmente têm. Esse viés pode levar a decisões equivocadas e ações mal orientadas, uma vez que as pessoas subestimam a influência de fatores externos na situação.

Status Quo

O viés do status quo se refere à tendência de se apegar a situações atuais ou decisões anteriores, mesmo quando outras opções poderiam ser melhores. O status quo pode criar resistência à mudança, mesmo quando a mudança é necessária para obter melhores resultados.

Curto-Prazismo

Por fim, o viés da recompensa presente, também conhecido como “curto-prazismo”, refere-se à tendência de escolher opções que geram recompensas imediatas, em vez de escolhas que podem levar a recompensas maiores a longo prazo. Esse viés pode levar a decisões de curto prazo em detrimento de objetivos mais amplos e estratégicos.

A Solução: Conhecimento, Autoconsciência, Processos e Equipe

Em síntese, os vieses cognitivos podem ter um impacto significativo na tomada de decisões, muitas vezes levando a escolhas inadequadas ou pouco informadas. Para minimizar esses efeitos, é importante conhecer, ter autoconsciência sobre esses vieses e trabalhar para minimizá-los. Também é bastante útil o uso de processos estruturados para tomada de decisão, a obtenção de opiniões diversas e a análise crítica dos próprios pensamentos e crenças.

 

Leia mais sobre tomada de decisões:

A Velocidade Ideal para Tomar Decisões

Um Processo para Tomada de Decisões

Como Tomar Decisões na Crise

Tags: | | |

Receba conteúdos exclusivos!

Cadastre-se para receber conteúdos sobre gestão, estratégia, finanças e pessoas.

Ao clicar no botão abaixo, eu concordo em receber os boletins informativos da Delta Consulting de acordo com a Política de Privacidade.

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *